quarta-feira, abril 27, 2005


Amanhã de manhã vou tomar o pequeno almoço com a Sandra. Precisa de comer. De tanto sofrimento nem fome tem. Mas já anda melhor, Gabriel. Pois hoje em dia já não é moderno morrer-se de amores. Por um lado é pena! Havia de certeza muito menos estúpidos metidos no sofrimento e no desespero. Só ficariam os fortes, ou melhor: os que deixam e nunca são deixados. Pergunto-me o que é melhor: viver apenas com paixões a vida inteira ou andar à procura do amor certo, do tal prince charming? E o que fazer quando esse principe encantado já está noutras mãos? Não seria melhor se homem e mulher fossem completamente indepedentes a nível sexual? Eu estou a ver um homem que consegue fazer um broche a ele próprio e um vibrador automático que fode a mulher sem ela ter que o empurrar. Talvez sem a parte sexual, as relações seriam melhores, sem tanta pressão. Ok! Apanhaste-me, eu não acredito nisso. E agora que ando dependente, sexualmente claro, do amigo do meu Ex... Sexo tem que existir. O que seria a nossa vida sem SEXO? O que fariam essas Porn Stars sem trabalho? E o que faria eu, sem ter tido esta experiência com este gajo bom, que é o amigo do meu Ex? São só perguntas, não é Gabriel? Eu sei que penso demais sobre as coisas da vida, sobre coisas para as quais não há explicações e que talvez existem para nós não as compreender.

2 comentários:

Karla disse...

E se em vez do pequeno almoço, lhe levasses um gajo bom para ela comer?

E vivam as paixões, porque Principe Encantado, só conheço um ... ;-) o sapo.

Squeezy disse...

hmm viver sem sexo parece-me quase impossivel(pra quem tem uma vida dita "normal") pois ele está em todo o lado