terça-feira, março 08, 2005

"Bastava-nos amar. E não bastava."



"Bastava-nos amar. E não bastava."

Bastava-nos amar. E não bastava
o mar. E o corpo? O corpo que se enleia?
O vento como um barco: a navegar.
Pelo mar. Por um rio ou uma veia.

Bastava-nos ficar. E não bastava
o mar a querer doer em cada ideia.
Já não bastava olhar. Urgente: amar.
E ficar. E fazermos uma teia.

Respirar. Respirar. Até que o mar
pudesse ser amor em maré cheia.
E bastava Bastava respirar

a tua pele molhada de sereia.
Bastava, sim, encher o peito de ar.
Fazer amor contigo sobre a areia.

Joaquim Pessoa

5 comentários:

Karla disse...

Bela foto Nysa
É, sem tirar nem pôr, o corpinho de um namorado que eu tive.
E que namorado ;-)

Nysa disse...

pois Karla, lá onde está esta... estao mto mais. realmente o gajo é bom bom bom...
mas.. entao e o poema.. e dps dizem que sao os homens que se deixam distraír hahahahha

Karla disse...

Poema? Qual poema?
Ahh, o poema ... aquela coisa com letras? Tem muitas ... Mas aquela foto, ai a foto, o que me foi recordar.

Nysa disse...

Please no details. (Mas podes contar a mim :D:D:D:D). Beijo

a sombra disse...

Ó ó Karlinha ainda não viste o meu corpinho caso contrário cairias de quatro, digo bem de quatro ehehehehhehe.
Uma bijufa Karlinha onde a quiseres é claro.

Um bem haja